domingo, 21 de outubro de 2018

Izaías faz Campanha para Bolsonaro em Garanhuns


O Prefeito Izaías Régis (PTB) está engajado na campanha de Jair Bolsonaro nesse 2º Turno. Régis que votou no candidato do PSL no 1º turno, agora engrossou o coro pró-Bolsonaro na Cidade e espera uma votação superior nesse segundo turno das eleições presidenciais.

Régis, juntamente com o Vice-prefeito Haroldo Vicente (PSC) e alguns assessores, participou na tarde de ontem, dia 20, de um evento em apoio a candidatura de Bolsonaro, aqui em Garanhuns. “Desde o primeiro turno, declarei publicamente o meu voto a Jair Bolsonaro, candidato à Presidência da República”, publicou Izaías em suas redes sociais. Além de discursar na concentração do evento, o Prefeito ainda participou de uma carreata ao lado do presidente do PSL Garanhuns, Reinaldo Júnior; bem como de Thiago Paes (que foi candidato a Deputado Estadual) e do Coronel Campos, dois partidários de Bolsonaro.

Bolsonaro teve 16.478 votos aqui em Garanhuns no primeiro turno, enquanto que Fernando Haddad (PT) teve mais que o dobro dos votos: 33.430. A expectativa é que o Capitão da Reserva do Exército tenha mais votos na Cidade governada por Izaías nesse segundo turno. “Vou votar em Bolsonaro porque estou vendo que ele é o único que tá dizendo o que o Brasil ta querendo ouvir”, disparou Régis, que disse acreditar que ao assumir a Presidência, Jair Bolsonaro adotará uma postura “equilibrada” em relação à solução para os problemas do Brasil. “Temos Instituições fortes e o Presidente vai respeitar todas Elas, fazendo um Governo equilibrado, porém com posições firmes e necessárias”, profetizou Izaías.

Câmara de Ibirajuba abre Concurso Público

 

A Câmara Municipal de Ibirajuba, município distante cerca de 60km de Garanhuns, publicou na edição do Diário Oficial dos Municípios da última sexta-feira, dia 19, extrato do edital nº 001/2018, que versa sobre a realização de Concurso Público.

De acordo com a publicação, o Certame será organizado pela Consulpam - Consultoria Público - Privada. As inscrições estarão abertas no período de 22 de outubro a 14 de novembro de 2018, por meio da página da Consulpam: https://www.consulpam.com.br/index.php?menu=concursos&acao=ver&id=151. O Concurso ofertará cinco cargos: Assistente Administrativo, Redator Legislativo, Secretário Legislativo, Controlador Interno e Auxiliar de Serviços Gerais. O salário base varia de R$ 954 a R$ 1.800, com jornadas de trabalho de 30 ou 40, conforme o cargo pretendido.

De acordo com o edital do processo licitatório, o valor máximo aceitável por inscrição é de R$ 80 (nível médio) e R$ 55 (nível fundamental). O edital completo com a confirmação das vagas, cargos, salários, entre outras informações deverá ser divulgado nas próximas horas através do site da organizadora: https://www.consulpam.com.br/. Mais informações através dos telefones (85) 3224-9369 e (85) 3239-4402, e no e-mail contato@consulpam.com.br.

sábado, 20 de outubro de 2018

A DITADURA NA DISPUTA ELEITORAL: Jornalista faz Análise do Cenário de Intolerância vivido no Brasil

 

Com o título ‘Um confronto de Bolhas’, o jornalista Igor Maciel traz no editorial da coluna Pinga-Fogo, que assina diariamente no Jornal do Commercio, uma análise do atual momento que vivemos, em que partidários, tanto de Bolsonaro, quanto de Haddad, não aceitam opinião divergentes. Confira o texto que está publicado no JC de hoje, dia 20:     

“Na pesquisa Datafolha desta semana, os entrevistados responderam se acreditam que pode haver nova ditadura no País. Entre os eleitores de Bolsonaro (PSL), 65% dizem não haver nenhuma chance. Entre os eleitores de Haddad (PT), 53% dizem haver muita chance de uma ditadura. Os números são um retrato de como esta eleição está se tornando um confronto de bolhas.

Na bolha do PT, o inimigo é Bolsonaro, pintado como um futuro ditador, fascista e obediente ao imperialismo norte-americano. É quase um retorno à Guerra Fria. Na bolha do PSL, Bolsonaro é um democrata, cristão, em guerra santa contra os petistas que são, sem exceção na opinião geral, bandidos e só.

O que não se está percebendo nessa guerra de versões, é a ditadura já constituída na disputa eleitoral. Não fazer parte de uma ou de outra bolha virou “crime”. Um dos conceitos para “ditador” é o de que ele “não aceita oposição para seus atos ou ideias”. Um dos aspectos da ditadura é que meios de comunicação devem ser “alinhados com um discurso oficial” para não serem atacados. Algo que já vem acontecendo faz tempo, aqui, no presente. E tem gente só preocupada com o futuro”. (Com informações do Jornal do Commercio. CONFIRA)

BRASIL: TSE abre Investigação sobre Bolsonaro e Disparos de Mensagens


O corregedor nacional da Justiça Eleitoral, ministro Jorge Mussi, decidiu nessa sexta-feira, dia 19, abrir ação de investigação judicial pedida pelo Partido dos Trabalhadores (PT) para que sejam investigadas as acusações de que empresas compraram pacotes de disparos em larga escala de mensagens no WhatsApp contra a legenda e a campanha de Fernando Haddad (PT) à Presidência da República.

Mussi concedeu prazo de cinco dias para que o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL), seu vice, Hamilton Mourão, o empresário Luciano Hang, da Havan, e mais 10 sócios das empresas apontadas na ação do PT apresentem defesa no processo, se desejarem. O Ministro rejeitou o pedido do PT de realização de busca e apreensão de documentos na sede da empresa Havan - que teria comprado o serviço de disparo em massa de mensagens contra o PT, segundo o jornal Folha de S.Paulo - e na residência de seu dono, Hang. Mussi também negou determinar que o WhatsApp haja para suspender o "disparo em massa de mensagens ofensivas ao candidato Fernando Haddad e aos partidos da coligação".

O Ministro deixou para analisar futuramente outra parte do pedido do PT, de quebra dos sigilos bancário, telefônico e telemático dos citados e de tomada de depoimento deles. O PT também pediu ao TSE que apure suposto abuso de poder econômico para favorecer a campanha de Bolsonaro e o declare inelegível. A sigla alega que a campanha do oponente se aproveita da disseminação de notícias falsas e que "não é crível atribuir apenas à militância orgânica" dos adversários a capacidade de difundir fake news nas redes sociais. Bolsonaro nega as acusações. Entenda como surgiu a denúncia dos disparos de milhões de mensagens clicando AQUI. (Com informações e imagens do JC Online. CONFIRA)



Claudiano se reúne com Governador e reivindica Recapeamento de Rodovia que dá acesso a Lagoa do Ouro

 

O deputado Estadual Claudiano Filho (PP) vem divulgando nas redes sociais uma audiência que teve junto ao Governador Paulo Câmara (PSB), em que reivindica, entre outras ações, o recapeamento da PE 203, rodovia estadual que liga Lagoa do Ouro a BR 424 (sentido Garanhuns e Correntes).


De acordo com o Deputado, que foi reeleito com 46.314 votos, essa solicitação foi entregue ao Governador e ao secretário da Casa Civil, André Campos. “Vamos acompanhar as solicitações de perto para que sejam atendidas no menor prazo possível”, registrou Claudiano, que também reivindicou a construção do Hospital Regional Mestre Dominguinhos, em Garanhuns, bem como a disponibilidade de Carros Pipas para atender aos Municípios do Agreste Meridional, entre outros pleitos.

Vale registrar que em Lagoa do Ouro, com o apoio de Edson Quebra Santo (DEM), Claudiano Filho obteve 1.863 votos. Ele, juntamente com o Deputado Estadual Reeleito Romário Dias (PSB), que foi apoiado pelo Prefeito Marquidoves Marques (PSB), obtiveram 5.616 votos, que representa 86,21% dos votos nominais da população de Lagoa do Ouro, o que certamente enche os dois Parlamentares, que são aliados do Governador, de responsabilidade em buscar a solução do problema da Rodovia, que penaliza a população daquele Município nos últimos anos. 

É importante registrar também, que o Governador Paulo Câmara obteve 63,16% dos votos válidos em Lagoa do Ouro e também deve ser cobrado de forma incisiva pela população local, seja por meio das mídias sociais, ou através das lideranças políticas do Município.

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Filho de Bolsonaro diz que seu WhatsApp foi Liberado e nega relação com Empresas que Custearam Fake News contra Haddad


O senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do candidato a Presidente Jair Bolsonaro (PSL)  afirmou na tarde desta sexta-feira, dia 19, que a conta de WhatsApp pessoal dele foi desbloqueada. Ele negou ainda relação com as empresas responsáveis por disparos de mensagens em massa.

"Meu telefone, cujo WhatsApp foi bloqueado, é pessoal e nada tem a ver com uso por empresas. O próprio WhatsApp informou que o bloqueio foi há dias, antes da Fake News da Foice de SP. Agora já foi desbloqueado, mas ainda sem explicação clara sobre o porquê da censura", escreveu o senador eleito, na conta pessoal do Twitter dele.

Procurado, o aplicativo WhatsApp confirmou que a conta de Flávio foi banida por comportamento de spam, mas afirmou que isso ocorreu há alguns dias. "Não está relacionado às denúncias de ontem. Outra conta "pública" que foi banida por spam durante o período eleitoral foi o 'Dilmazap', da campanha da ex-presidente, informou a Empresa, em nota enviada à reportagem.

Ontem, dia 18, o jornal Folha de S.Paulo disse que empresas bancaram uma campanha de mensagens contra o PT com pacotes de disparos em massa. Sobre a denúncia, o aplicativo disse que está "tomando medidas legais" e afirmou que já baniu "proativamente" diversas contas desse tipo de empresas de mensagens em massa. "Estamos comprometidos a reforçar as políticas do WhatsApp igualmente e de forma justa para proteger a experiência do usuário", disse a empresa.

Advogados de Bolsonaro prometem notificar empresas e processar o adversário petista Fernando Haddad. Em contrapartida, o PT ingressou ontem, dia 18, com pedidos no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para que a candidatura de Jair Bolsonaro seja investigada em razão das suspeitas de uso de sistemas de envio de mensagens em massa na plataforma WhatsApp custeados por empresas de apoiadores do candidato. (Com informações de o Estadão Conteúdo/JC Online. CONFIRA)

OPERAÇÃO ABISMO: Prefeito do Cabo é preso em Operação da Polícia Federal

 

O prefeito do Cabo de Santo Agostinho, Lula Cabral (PSB), foi preso em operação contra fraudes no instituto previdenciário, na manhã desta sexta-feira, dia 19. O mandado de prisão faz parte da Operação denominada "Abismo", da Polícia Federal (PF), busca a desarticulação de uma empresa que cometia fraudes em institutos previdenciários em vários estados do País.

De acordo com a PF, as investigações da operação tiveram início em março deste ano e apontam que foram transferidos mais de R$ 90 milhões de reais do Instituto Previdenciário do Cabo,  que antes se encontravam investidos em instituições sólidas, para fundos de investimento compostos por ativos “podres”. Isso significa que não tem lastro e com uma grande probabilidade de inadimplência futura. Este esquema coloca o risco de pagamento da aposentadoria dos servidores do Município e há possibilidade de já estarem prejudicados com a ação.

Nesta sexta-feira, houve cinco mandados de prisão no Estado, e até o fim da manhã, quatro já haviam sido cumpridas. Estão sendo cumpridos 18 mandados de busca, dois mandados de prisão temporária e quatro de prisão preventiva. O Tribunal Regional Federal (TRF) da 5ª Região autorizou o sequestro e o bloqueio dos bens e valores depositados em contas bancárias no nome dos investigados. Os suspeitos estão sendo indiciados por lavagem de dinheiro, associação criminosa, crimes financeiros, corrupção ativa e passiva. A pena desses crimes ultrapassa 30 anos de reclusão. Os presos serão levados para a sede da Polícia Federal, na área central do Recife, onde deverão prestar depoimento e serão encaminhados para o sistema prisional. Confira como funcionava o esquema clicando AQUI. (Com informações do JC Online. CONFIRA)

Garanhuns Implementa Programa para Impulsionar Indicadores da Educação

 

O Ex-prefeito de Sobral-CE, Veveu Arruda, esteve visitando o Prefeito Izaías Régis para apresentar detalhes do programa Educar pra Valer que está sendo realizado em Garanhuns. Um dos principais objetivos do Programa é impulsionar os indicadores de Educação em Garanhuns, sendo desenvolvido através da Fundação Lemann.

A proposta do Educar pra Valer é implementar a experiência exitosa vivenciada em Sobral aqui em Garanhuns. Entre as ações, estão as políticas públicas para diminuir o analfabetismo nas escolas e a formação de gestores e professores. Apenas cinco municípios são integrantes do programa: Cachoeira do Sul-RS; Codó-MA; Conde-PB, Garanhuns-PE e Vitória da Conquista-BA. Aqui em Garanhuns, o Programa já realizou algumas etapas, como a confecção de um diagnóstico para a criação de um plano de metas e objetivos até 2021.

“Somos privilegiados em participar do Educar pra Valer e poder contar com essa parceria em prol da Educação de Garanhuns”, analisou Izaías. Vale registrar que o Ex-prefeito de Sobral, Veveu Arruda, foi o responsável pela implementação e pelos resultados do Educar pra Valer no município cearense.

BOLSONARO LIDERA PESQUISA DO DATAFOLHA E CONFIRMA QUE NÃO IRÁ PARA DEBATES: Candidato do PSL pode ter sido Beneficiado por Compra de Pacotes de Disparos de Mensagens no Whatsapp. PDT pedirá Cancelamento das Eleições

 

A segunda pesquisa Datafolha do segundo turno da eleição presidencial mostra que o candidato Jair Bolsonaro (PSL) se manteve à frente de Fernando Haddad (PT). O Capitão reformado do Exército passou de 58% para 59% das intenções de voto válidas em relação ao levantamento da semana passada, enquanto o petista foi de 42% para 41%. Considerando os votos totais, Bolsonaro tem 50%, contra 35% de Haddad. Brancos e nulos somaram 10% e indecisos, 5%.

REJEIÇÃO - A rejeição ao candidato Fernando Haddad (PT) superou a de Jair Bolsonaro (PSL) no último levantamento realizado pelo Datafolha para o segundo turno das eleições deste ano. Segundo a pesquisa, 54% dos entrevistados não votaria de jeito nenhum no petista, contra 41% para o capitão do Exército.

VOTOS POR REGIÃO - Considerando os votos por região, Bolsonaro continua vencendo em todas, exceção feita ao Nordeste, onde Haddad tem 53% das intenções de voto, contra 31% do capitão reformado do Exército. No Sudeste, região mais populosa do País, o presidenciável do PSL bate o petista por 55% a 29%. No sul, a diferença chega a 61% contra 27%. A pesquisa Datafolha foi realizada a pedido da TV Globo e do jornal Folha de São Paulo. Ela tem margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. Foram entrevistados 9.137 eleitores em 341 municípios entre ontem e hoje. O levantamento foi registrado no TSE com o código BR-07528/2018.

BOLSONARO NÃO IRÁ PARA DEBATES - O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, afirmou nessa quinta-feira, dia 18, durante uma transmissão ao vivo nas redes sociais (live) que teme por sua segurança, daí a decisão de não participar de debates e evitar aglomerações. Ele se comparou com o juiz Sergio Moro porque ambos não têm liberdade para sair às ruas. Não mencionou diretamente eventuais viagens, suspensas desde o ataque que sofreu em 6 de setembro. “Fui aconselhado a não ir porque ao pousar em São Paulo eu teria de fazer um deslocamento e poderia sofrer um atentado e isso seria ideal para esses que estão aí [os meus adversários]”, disparou Bolsonaro.

PARA JURISTAS, HÁ RISCO DE CASSAÇÃO POR COMPRA DE DISPAROS NO WHATSAPP - Se for comprovado que empresas compraram pacotes de disparos de mensagens contra o PT no WhatsApp, especialistas em direito eleitoral ouvidos pelo portal UOL consideram possível a impugnação da candidatura e posterior cassação de mandato do candidato Jair Bolsonaro (PSL), caso ele seja eleito. A avaliação considera o cenário após o desfecho do segundo turno devido ao tempo que um processo deste costuma levar.

De acordo com os juristas, encomendas de disparos de mensagens seriam doações não contabilizadas, o que equivale a caixa 2 de campanha, e são realizadas por empresas, o que é proibido pelo Supremo Tribunal Federal (STF) desde 2015. "Pode sim dar penalidade ao candidato, mesmo que ele não tenha participado, porque foi beneficiado", avalia a vice-presidente da Comissão de Direito Eleitoral da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Gabriella Rollemberg. Na hipótese de cassação de mandato, segundo ela, as eleições seriam anuladas e deveria ser feito novo pleito.

DISPAROS DE MENSAGENS - A reportagem publicada pela Folha de S.Paulo nessa quinta-feira, dia 18, informa que empresas estão contratando o serviço de disparo de mensagens com contratos que podem alcançar R$ 12 milhões. O serviço, de acordo com a Folha, se vale da utilização de números no exterior para enviar mensagens, burlando restrições que o WhatsApp impõe a usuários do Brasil. Bolsonaro negou que empresários que o apoiam financiem a divulgação de notícias falsas anti-PT via aplicativo. “Nós não precisamos de fazer fake news para combater o Haddad. Essa história de levar indícios à Justiça. Eles não têm prova de nada”, disse o Candidato do PSL.

PDT PEDIRÁ NULIDADE OU CANCELAMENTO DE ELEIÇÕES POR MENSAGENS CONTRA PT - O presidente do PDT, Carlos Lupi, disse nessa quinta-feira, dia 18, que o partido está preparando uma peça jurídica com a qual irá pedir o cancelamento ou a nulidade das eleições presidenciais de 2018. As justificativas são as denúncias de que empresas financiaram uma campanha contra o PT, de Fernando Haddad, pelo aplicativo de mensagens WhatsApp. Os argumentos do pedido ainda estão sendo preparados pelos advogados da legenda, que devem endereçar a solicitação ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). (Com informações do JC Online. CONFIRA)

Caminhoneiro sofre Acidente e Carreta pega Fogo na BR 423


Uma carreta pegou fogo e ficou totalmente destruída no final da tarde dessa quarta-feira, dia 17, no Km 83, na BR 423, no município de Jucati.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o condutor da Carreta, Fabricio Barbosa da Silva, de 25 anos, tentou fazer uma ultrapassagem, saiu da pista e o cavalo trator pegou fogo. As chamas se alastraram para o baú deixando o veículo totalmente destruído.

O Corpo de Bombeiros esteve no local e controlou as chamas com o apoio da PRF. O Carreteiro sofreu ferimentos graves e foi socorrido pelo SAMU para a emergência do Hospital Regional Dom Moura. (Com informações e imagens de http://www.portalagresteviolento.com.br)

quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Daniel é Eleito Presidente da Câmara de Garanhuns


O vereador Daniel da Silva (PSC) foi eleito presidente da Câmara de Vereadores de Garanhuns para o biênio 2019-2020. Ele obteve 10 dos 13 votos em disputa e sucederá, a partir de 1º de janeiro de 2019, a vereadora Carla de Zé de Vilaço (PTB), atual Presidente.

Daniel exerce o seu quarto mandato de Vereador em Garanhuns e apesar de já ter atuado em diversos cargos na Mesa Diretora e nas Comissões Internas da Câmara, essa será a primeira oportunidade em que presidirá o Legislativo Garanhuense. Daniel tem 52 anos e foi eleito vereador em 2016, pelo PSC, com 1.626 votos. Atualmente exerce a função de líder do Governo Izaías Régis na Câmara Municipal.

Ainda durante a eleição realizada na manhã de hoje, dia 18, foram eleitos os demais componentes da Mesa Diretora da Casa Raimundo de Moraes: o vereador Gil PM (PSC) – Vice-presidente; Luzia da Saúde (PTB) – 1ª Secretária e Professor Márcio (PHS) – 2º Secretário.  


IZAÍAS RECEBE MEMBROS DA NOVA MESA DIRETORA – E o Prefeito Izaías Régis (PTB) recebeu na tarde de hoje, dia 18, a visita da nova mesa diretora da Câmara de Vereadores de Garanhuns, que assume em janeiro para o biênio 2019/2020. Estiveram presentes ao encontro com Régis, os vereadores Daniel da Silva; Gil PM; Luzia Cordeiro e Prof. Márcio. O vice-prefeito Haroldo Vicente (PSC) e os vereadores Ary Júnior (PTB); Zaqueu Lins (PRB); Carla Patrícia (PTB - atual presidente) e Marinho da Estiva (PHS) também participaram do momento.

DEPUTADO ELEITO: Fernando Rodolfo já está atuando em Brasília


O deputado Federal Eleito, Fernando Rodolfo (PHS), já está atuando em Brasília. Ele foi convidado pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM/RJ), para um almoço na residência oficial nessa quarta-feira, dia 17. Durante o encontro, os dois conversaram sobre a atual conjuntura política nacional e sobre investimentos para Pernambuco. 

Ainda durante a agenda administrativa na Capital Federal, Fernando Rodolfo recebeu a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), na sede da liderança do PHS. Na ocasião, o Deputado Eleito se colocou à disposição da Prefeita como parceiro na busca por recursos para Caruaru. “Estamos conseguindo emendas com alguns Deputados que estão saindo. O momento é de arregaçar as mangas e trabalhar por Caruaru independente de quem está na Prefeitura. Foi pra isso que o povo me elegeu”, disse Rodolfo, que obteve 28.597 votos em Caruaru.

Após o encontro com Raquel Lyra, Fernando Rodolfo foi recebido pelo deputado Alagoano João Henrique Caldas (PSB/AL), que preside a Comissão do Fundef. Na pauta, a realização de uma audiência pública em Caruaru sobre a polêmica relacionada ao pagamento dos precatórios do antigo Fundef aos professores. Já no final do dia, Fernando Rodolfo foi ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, acompanhado do deputado Federal André de Paula (PSD/PE) onde foi recebido pelo ministro Gilberto Kassab (PSD/SP). “Foi um dia muito produtivo. Não vou esperar fevereiro chegar para tomar posse. Eu já estou com as mãos na massa e ansioso pra devolver a confiança depositada em mim pelas pessoas”, finalizou Fernando.