sábado, 6 de outubro de 2018

PALMEIRINA: Atraso em Salários gera Confusão entre Prefeito e Vice

 

Informações vindas de Palmeirina dão conta que a relação política entre o Prefeito Marcelo Neves e a Vice-prefeita Verônica de Carlinhos, ambos do PSB, está em crise. Eles estariam rompidos e os ruídos entre Prefeito e Vice foram ampliados no final do mês passado por conta da crise financeira que o Município atravessa, que vem inviabilizando o pagamento em dia dos salários dos Servidores Públicos Municipais.

De acordo com Nota emitida pelo Prefeito Marcelo Neves, a Prefeitura de Palmeirina resolveu priorizar o pagamento dos aposentados, atrasando o salário dos demais servidores, inclusive da Vice-prefeita, que não gostou da medida de Neves. “Utilizamos todo o recurso recebido para pagar os aposentados, cuja folha estava prestes a completar dois meses. Temos que considerar que são pessoas de idade, na maioria das vezes com problemas de saúde e que precisam demais do dinheiro da sua aposentadoria. Por esse motivo deixamos de pagar os servidores”, explicou o Prefeito, em Nota distribuída a Imprensa. “Ocorre que a Vice-prefeita não aceitou essa prioridade que demos aos aposentados, queria a todo custo receber seu subsídio, e, de forma agressiva começou a destruir o patrimônio público, batendo nas mesas e quebrando computadores, ao ponto que foi necessário incomodar a Delegada de Polícia do Município para que a mesma fosse contida”, complementou Marcelo Neves em outro trecho da Nota.

Também através de Nota distribuída a Imprensa, a Vice-prefeita Verônica de Carlinhos deu a sua versão a confusão gerada na Prefeitura de Palmeirina, que vem repercutindo em todo o Agreste Meridional. “O Prefeito de Palmeirina tenta maquear, procurando justificar coisas inexplicáveis. O dinheiro vem para pagar a todos! (...) nenhum Gestor pode atribuir a culpa de atrasar os aposentados a um salário de uma única servidora que é a Vice-prefeita. Maquiagem e irresponsabilidade fiscal não é a solução. A solução é ser justo e honesto pagando a todos em dias e permitir que todos olhem os Extratos e Gastos Municipais”, disparou Verônica de Carlinhos, que ainda ressaltou: “o Prefeito tem a obrigação de realizar o pagamento de todos os funcionários comissionados, aposentados, contratados, vereadores e, inclusive, do Vice-prefeito”, emendou.

O pagamento da Vice-prefeita e dos demais servidores em atraso estava prevista para ser quitado no último dia 3, porém, não temos informações se os depósitos foram efetivados pelo Governo Municipal de Palmeirina.

CRISE EM PALMEIRINA – O episódio fez com que o Prefeito Marcelo Neves tornasse pública a atual situação financeira da Prefeitura de Palmeirina. Segundo Neves, todos os meses cerca de 20% da receita municipal tem que ser utilizada para pagar débitos judiciais. “Temos que quitar um débito com consignados, descontados dos servidores e não repassados aos bancos de mais de um milhão de reais. O Débito com a Celpe de aproximadamente R$ 200 mil reais, além de outros débitos que herdamos”, apresentou o Prefeito Palmeirinense.